Governo coordenada das ONG na casamentos prematuros

2022-08-05T07:00:00.0000000Z

2022-08-05T07:00:00.0000000Z

O Pais

http://digital.opais.co.mz/article/281569474491840

SOCIEDADE

O Governo quer uma acção coordenada entre as diversas organizações da sociedade civil, visando a redução dos casos de uniões prematuras e gravidezes precoces nas comunidades. A pretensão foi expressa, esta quarta-feira, em Maputo, pela secretária-permanente da Secretaria do Estado da Juventude e Emprego, durante o Lançamento da Estratégia da Plan International Mozambique, para o período 2022-2026. Ivete Ferrão defende que a complementaridade das iniciativas constitui factor crucial para maior - mas com enfoque na rapariga. Já o director Nacional da Plan International Mozambique, Geral Magashi, avança que a província da Zambézia será o foco do ciclo de implementação da estratégia ora lançada, em substituição de Inhambane que alcançou resultados satisfatórios sobre os direitos da rapariga. No país, quarenta e oito por cento das mulheres com idades entre 20 e 24 anos é casada, ou já tive uma união conjugal.

pt-mz